• Imunogenix

AFINAL, POR QUE A CRIAÇÃO DE UMA VACINA LEVA TANTO TEMPO?


Olá! Dados desse mês de Agosto, da Organização Mundial da Saúde (OMS), apontaram que pesquisadores ao redor do mundo estão desenvolvendo cerca de 166 vacinas para o coronavírus.


Dessas, pelo menos 30 estão em fase de testes clínicos, ou seja, sendo aplicadas em seres humanos. Porém, apenas 6 estão na última fase de testes, que no caso, é a fase 3…


E, agora, você pode estar se perguntando: “Mas o que significa a fase 3? Por que este processo não é tão rápido?”


Na verdade, antes de se iniciar os testes em voluntários, a imunização passa por diversas fases de experimentação pré-clínica (em laboratório e com cobaias), para então ser avaliada a sua segurança e eficácia.


Veja quais são as fases de evolução: 👇


🔸 Fase 1 - É quando se avalia preliminarmente a segurança do imunizante, com testes em poucos voluntários adultos e saudáveis monitorados de perto. O objetivo é entender qual é a resposta que o imunizante produz no organismo.


🔸 Fase 2 - Nessa fase, o estudo clínico é ampliado e conta com centenas de voluntários. A vacina é administrada em pessoas com características semelhantes, como por exemplo, idade e saúde física, de acordo com o perfil de pacientes para qual a nova vacina é destinada.


Avalia-se a segurança da vacina, a imunogenicidade (capacidade da proteção), a dosagem, além da forma como deve ser administrada.


🔸 Fase 3 - O teste é realizado em larga escala em busca de uma avaliação definitiva em relação à sua eficácia e segurança em maiores “populações”, além de possíveis efeitos adversos. Apenas depois desta fase é que se pode fazer um registro sanitário.


👉 Por fim, essas são as etapas gerais para a aprovação de uma vacina. E você também tinha essa curiosidade?