• Imunogenix

COMO A QUALIDADE DO SONO AFETA OS RESULTADOS DOS SEUS EXAMES?

Você já notou que na hora de marcar seus exames, alguns deles demandam uma série de recomendações no período que os antecede?


Elas servem para preservar o resultado mais fiel possível e, não menos importante, dentre elas, está uma boa qualidade de sono; 😴


Em coletas de sangue, por exemplo, uma noite mal dormida pode interferir inclusive nos níveis sanguíneos, trazendo alterações importantes ao diagnóstico final.


Enquanto estamos dormindo, todo o nosso organismo passa por um período de descanso e recuperação e é justamente nas fases profundas do sono, os hormônios que controlam o metabolismo são produzidos.


Assim, pela manhã, os níveis hormonais estão em ordem. Mas se o paciente dorme mal, ele produz menos hormônios que controlam a nossa circulação, e isso pode levar a níveis hormonais desregulados para determinados exames.


Alguns testes como, por exemplo, a Prolactina (que determina o nível do hormônio responsável por estimular as glândulas mamárias a produzirem leite materno na gravidez), exigem repouso antes da coleta, em que o paciente deve retirar o sangue 1 hora após acordar e tomar o café da manhã.


👉 Lembre-se: mantenha um bom acompanhamento médico, além de uma boa noite de sono, sem deixar de seguir todas as orientações e realizar os exames de rotina solicitados para manter sua saúde em dia.